ACERVO MUSICAL

Acervo Musical

Diretório de composições dos baluartes portelenses e seus parceiros.

ARGEMIRO DA PORTELA

ARGEMIRO DO PATROCÍNIO
 01/01/1923 - RIO DE JANEIRO - RJ      21/05/2003 - RIO DE JANEIRO - RJ

Biografia

Compositor. Cantor. Pandeirista.

Nasceu no bairro da Piedade, subúrbio do Rio de Janeiro. Trabalhou como técnico em refrigeração.

Na década de 1950, foi levado por Paulo da Portela (então diretor) e Betinho (diretor de bateria) para a Escola de Samba Portela, passando a integrar a Ala dos Pandeiros. Pai do Mestre Sala Jerônimo (da Portela e Imperatriz Leopoldinense). Integrou a Ala dos Compositores da Portela e também a velha-guarda da escola.

Começou a compor aos 56 anos de idade.

Faleceu em sua casa em São João de Meriti, no Rio de Janeiro, durante a madrugada, em decorrência de um ataque cardíaco aos 80 anos. Sua esposa, Walkíria, a Dona Lina, havia falecido duas semanas antes. O corpo foi velado na Quadra da Portela e sepultado no Jardim da Saudade, cemitério da Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Dados Artísticos

No ano de 1980, Beth Carvalho, no disco "Sentimento brasileiro", interpretou um de seus maiores sucessos: "A chuva cai lá fora", em parceria com Casquinha. No ano seguinte, em 1981, a mesma cantora incluiu "Gorjear das passarada" (c/ Casquinha) no LP "Na fonte", lançado pela RCA Victor. No ano de 1986, com produção de Katsunori Tanaka, foi lançado somente para o mercado japonês o disco "Doce recordação - Velha-Guarda da Portela". No  disco foram gravadas várias composições de autores portelenses e ainda, de sua autoria, "Nuvem que passou", em sua própria interpretação. Dois anos depois, em 1988, o japonês Katsonuri Tanaka produziu o disco "Velha-Guarda da Portela: Homenagem a Paulo da Portela", no qual Argemiro interpretou "Cocorocó", que havia sido gravada anteriomente por Clementina de Jesus em dueto com Roberto Ribeiro. No ano seguinte, em 1989, fez uma participação especial no disco "Boêmio feliz", de Zeca Pagodinho, no qual interpretou "Volta, meu amor" (Manacéia e Áurea Maria). Em 1990, no LP "Simplesmente Mauro Diniz", foi incluída "Que lugar!", parceria de Argemiro com Maia e Bira do Cavaco. No ano seguinte, Zeca Pagodinho gravou "Mafuá de Iaiá" (c/ Zeca Pagodinho e Serginho) no LP "Pixote", pela gravadora RCA. Em setembro de 2000, foi convidado por Teresa Cristina e Grupo Semente para participar da Roda de Samba na Sala Funarte Sidney Miller. Neste mesmo ano, participou, integrando a Velha-Guarda da Portela, do CD "Tudo azul", produzido por Marisa Monte para o selo Phonomotor. Nesse mesmo ano, o selo Nikita Music relançou o disco "Doce recordação". Em 2001, Lula Buarque de Hollanda e Carolina Jabur começaram a filmagem do documentário sobre a Velha-Guarda da Portela. O filme, iniciado na temporada no Canecão, na ocasião de lançamento do CD "Tudo azul", contou com depoimentos de vários integrantes do grupo. Nesse mesmo ano, Carlos Monte e João Baptista M. Vargens lançaram o livro "A Velha-Guarda da Portela", no qual entrevistaram vários de seus componentes. O livro foi lançado no MIS (Museu da Imagem e do Som), no Rio de Janeiro e contou com a participação da Velha-Guarda da Portela e outros sambistas importantes de várias escolas de samba. Ainda em 2001, Casquinha, também integrante da Velha-Guarda da Portela, convidou o grupo a participar de seu primeiro disco solo, no qual interpretaram "O sol", de autoria de Argemiro da Portela e Casquinha. No ano seguinte, em 2002, participou do disco de Jair do Cavaquinho, lançado pelo selo Phonomotor, de Marisa Monte. Por este mesmo selo lançou o CD "Argemiro Patrocínio". Este disco contou com as participações de Marisa Monte na faixa "Dizem que o amor" (c/ Chico Santana) e de Teresa Cristina na faixa "Amém", parceria de Teresa Cristina e Argemiro, além de Zeca Pagodinho na música "A saudade me traz". O disco foi lançado neste mesmo ano, em maio, em show no teatro Clara Nunes, no qual dividiu o palco com Jair do Cavaquinho e ainda contou com as participações especiais de Marisa Monte e Teresa Cristina. Em 2003, ao lado de Teresa Cristina, Seu Jair do Cavaquinho e Grupo Semente, apresentou-se no Centro Cultural Carioca, na Praça Tiradentes, no Rio de Janeiro. Pouco depois viria a falecer. No ano posterior, em 2004, Monarco e a Velha-Guarda da Portela, juntamente com Beth Carvalho, interpretaram "A chuva cai", em parceria com Casquinha, no DVD "Beth Carvalho - a madrinha do samba". Entre seus principais parceiros está Casquinha, seu amigo desde a década de 1940, e da nova geração, a cantora e compositora Teresa Cristina (RJ 28/2/1968), com quem tem algumas composições ainda inéditas. Sobre Seu Argemiro, como era conhecido em Madureira e Oswaldo Cruz, contam muitas histórias e causos, dentre eles: "Certa vez, levado por Paulinho da Viola e apresentado como um grande sambista a Vinicius de Moraes e Chico Buarque em uma mesa de um bar na Zona Sul, foi lhe pedido por uma pessoa presente que fizesse um samba de improviso sobre uma garrafa que estava na mesa. E Seu Argemiro respondeu: 'Eu não vou fazer porque eu não tô sentido nada por ela'".

Letras no Acervo Musical



Relação de Obras

A chuva cai lá fora (c/ Casquinha)
A saudade me traz
Amém (c/ Teresa Cristina)
Dancei
Deslize da vida (c/ Francisco Santana)
Dizem que o amor (c/ Chico Santana)
Gorjear das passarada (c/ Casquinha)
Lágrimas e tormentos
Lamento portelense
Mafuá de Iaiá (c/ Zeca Pagodinho e Serginho)
Meu sofrimento
Nuvem que passou
O samba
O sol (c/ Casquinha)
Que lugar! (c/ Maia e Bira do Cavaco)
Saia da casa dos outros (c/ Darcy Maravilha)
Solidão
Vou me embora pra bem longe

Discografia

(2002) Jair do Cavaquinho • Selo Phonomotor/EMI • CD
(2002) Argemiro do Patrocínio • Selo Phonomotor/EMI • CD
(2001) Casquinha da Portela • Lua Discos • CD
(2000) Tudo azul • Selo Phonomotor/EMI • CD
(2000) Doce recordação • Nikita Music • CD
(2000) Casa de samba 4 • Universal Music • CD
(1999) Velhas companheiras • Selo Sambinha • CD
(1995) Cilico + amigos = parceria • Niterói Discos • CD
(1994) Resgate • Cristina Buarque • CD
(1990) Homenagem a Paulo da Portela • Selo Tanaka • CD
(1988) Homenagem a Paulo da Portela • Selo Idéia Livre • LP
(1986) Doce recordação • Selo Sambinha • LP
(1981) Cristina • LP
(1981) Clara • EMI-Odeon • LP
(1980) Monarco e Velha-Guarda da Portela • Gravadora Eldorado • LP
(1974) Portela • Selo Marcus Pereira • LP
(1970) Portela, passado de glória • RGE • LP


Fontes/Citações

http://dicionariompb.com.br

Data de nascimento não está correta.