ACERVO MUSICAL | Consulado da Portela de SP

MEU CAMINHO

JOÃO NOGUEIRA /


CHOREI A DOR QUE NÃO SENTI
AMEI AMORES QUE NEM VI
FALEI DE SONHOS QUE EU NUNCA TIVE
DEIXEI AMIGOS NOS LUGARES ONDE ESTIVER.

E AGORA ESCRAVO DA POESIA
EU VIVO A FALTA DE UM AMOR
JURO, EU JURO EU NÃO SABIA
QUE SER POETA É SER UM SÓCIO DA DOR;
QUE SER POETA É SER UM SÓCIO DA DOR.

SIGO UM CAMINHO DE ROTAS ESCURAS
BEBO EM CADA TRAGO GOTAS DE LOUCURA
UM VERSO PRA DIZER, UM JEITO DE CHORAR
ATÉ O DIA DO AMOR VOLTAR



CONSULADO DA PORTELA DE SP |